terça-feira, 29 de agosto de 2017

aniversário

valeus, meus camaradas, agradeço
as felicitações, suas lembranças
a gente vai ficando e o tempo avança
deixando-nos finais e recomeços

o tempo passa, lava e cobra o preço
e eu pago, muito bravo co a cobrança
por isso fico velho e mais criança
me lembro mas já nem me reconheço

e a gente é tão feliz que fica triste
por existir tão pouco - o tempo existe!
faminto, impiedoso e solitário

melhor deixar pra lá, que a gente surta
vontade é muito longa, à noite, curta
eu vou comemorar o aniversário!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Reserva de mercado

"você diz que sabe muito, vagalume sabe mais/                                                                vagalume acende a bunda, coisa que você não faz" Tibilk
Disseram, poesia não é isto
que faço ao sonetar sobre o que eu acho
querer-me imperador, ver_me capacho
arrotar heresia, achar_me o Cristo

que eu devia parar pois sou malquisto
porque, muito obviamente, não me encaixo
não saco que o buraco é mais embaixo
não tenho o passaporte, a senha, o visto

Sou contra essa reserva de mercado
mas por mim tá de boa, é sossegado
eu deixo essas batatas, sem ciúmes

se a escrita é só pra gente tão profunda
que é culta, inteligente e acende a bunda
melhor até que os próprios vagalumes